Sessão de brainstorm: saiba o que é e como fazer uma funcionar!

A sessão de brainstorm é uma dinâmica que requer liberdade, flexibilidade e interrupção das censuras. Ao entender isso será possível aproveitar o método e julgar se ele é, de fato, oportuno para o programa em questão.

Obter ideias novas não é o único objetivo do RH da empresa ao se fazer um brainstorm. Alcançar as melhores ideias também é a razão pela qual se reúne um grupo de pessoas diferentes para se pensar em soluções.

Na prática, o que se faz com essa técnica é conseguir uma “chuva” de ideias. As mesmas derivam do grupo que está comprometido na criação de um projeto, onde os participantes podem apresentar até as coisas mais estranhas.

O brainstorm floresce a capacidade criativa individual e coletiva, desperta mais opiniões dos participantes e auxilia na organização de todas as possibilidades, antes de continuar o projeto. Neste post apresentaremos algumas formas para fazer uma sessão de brainstorm funcionar. Acompanhe!

Como fazer uma sessão de brainstorm e colocar em prática as ideias geradas

Definir o tempo

Um fator que auxilia na produtividade é determinar um limite de tempo, pois esse é um elemento muito importante para motivar o grupo. Caso não haja um controle nesse sentido, a sessão de brainstorm pode se prolongar muito e perder o foco. Por exemplo, em uma reunião de qualidade, com cerca de seis pessoas que dure aproximadamente dez minutos, pode-se produzir em torno de 200 ideias.

Porém, caso o tempo seja livre, esse volume pode extravasar e prejudicar o manuseio das propostas. O tempo depende do tamanho e das necessidades do projeto. Independentemente do tempo de duração, o importante é que se limite a duração, a fim de que todos possam contribuir, sem perder o foco com outros assuntos.

Ter um tema definido

Apesar de a liberdade ser um grande valor a ser preservado durante a sessão de brainstorm, é essencial que todos os participantes saibam muito bem o motivo de estarem ali. É preciso determinar um problema claro, que deverá ser resolvido pelo grupo, podendo ser formulado em uma única pergunta ou expressão. Vale dedicar algum tempo para explicá-lo de forma cuidadosa a todos, caso o tema seja confuso.

Documentar tudo

É muito provável que você se esqueça de boa parte do que pensou ou ouviu, depois de alguns minutos de muitas sugestões. É importante deixar sempre à disposição para todos: papel e caneta. Além disso, utilize um smartphone para gravar áudio ou vídeo, a fim de deixar tudo registrado.

Organizar ideias

Nesse momento é importante ser seletivo. Elimine o que não se adequar às capacidades financeiras ou as metas da organização. Debata somente o que for importante e filtre a melhor orientação entre as que foram anotadas. Depois disso, fica muito mais fácil realizar ações mais assertivas.

Não censurar nenhum colaborador

Não é nada inteligente censurar um colaborador durante o brainstorm. Nele, é preciso que as pessoas se sintam à vontade para falar tudo o que passa pela cabeça, para que o processo criativo flua naturalmente. Quanto mais ideias, melhor!

Por fim, realizar uma sessão de brainstorm de sucesso, que auxilie em tomadas de decisões mais acertadas e ajude a empresa a continuar no processo de inovação, exige uma boa preparação de todos os colaboradores antes, durante e depois de todas as reuniões. Os resultados positivos são praticamente garantidos, quando isso é praticado.

Se você gostou do nosso post sobre sessão de brainstorm, então siga as nossas redes sociais e acompanhe as nossas atualizações: estamos no Facebook, no Twitter, no Instagram e no YouTube!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *