4 ferramentas essenciais para a gestão do dia a dia da empresa

Fundamentais e de extrema importância para todo e qualquer tipo de organização, as ferramentas de gestão são mais do que necessárias não apenas para a otimização dos resultados de negócio, mas também para a melhoria das tomadas de decisão.

Para quem deseja crescer e se destacar no mercado, aplicá-las é uma obrigação. Do contrário, dificilmente a companhia conseguirá se sobressair em relação à concorrência. Os “instrumentos” disponíveis são diversos, sendo que todos eles contribuirão de alguma forma.

Neste artigo, apresentaremos 4 ferramentas essenciais para a gestão do dia a dia da empresa. Não perca essa leitura em hipótese alguma. Confira!

1. Feedback contínuo

Começaremos então pelo feedback contínuo, uma ferramenta de gestão que pode ser resumida como o processo de passar às equipes um parecer sobre o seu desempenho, alinhando as expectativas e considerando os resultados obtidos.

Ao aplicar esse conceito na empresa, estará se promovendo a capacitação dos funcionários. O ideal é se concentrar em atividades (metas e eventos) das últimas duas semanas, monitorando o progresso dos trabalhos regularmente.

2. 5W2H

Para dar sequência, falaremos um pouco sobre uma das ferramentas de gestão mais populares em todo o mundo, conhecida como 5W2H. Basicamente, trata-se de um método administrativo que pretende trazer o máximo de clareza possível acerca da realização das tarefas.

Para facilitar o seu entendimento, nada melhor do que decifrarmos o termo 5W2H, que quer dizer:

  • what? (qual o objetivo da atividade ou projeto);
  • why? (por que a tarefa deve ser realizada);
  • where? (local de execução);
  • when? (tempo necessário para a realização do trabalho em questão);
  • who? (quem são os envolvidos);
  • how? (métodos de execução);
  • how much? (quanto custará para fazer).

Em resumo, o 5W2H estabelece o que será feito, quem fará o quê, qual o tempo e o motivo para a realização das tarefas, esclarecendo todos os pontos e deixando todos os colaboradores a par das suas responsabilidades.

3. KPI

Outro instrumento que vale ser ressaltado é o KPI. Para sermos breves, sua aplicação tem como propósito saber se a instituição atingiu ou não os seus objetivos com a análise de determinados indicadores, buscando aperfeiçoá-los continuamente.

O uso dessa ferramenta é importante para que se possa avaliar o desempenho da empresa (geral e/ou departamental) e o seu sucesso na obtenção das metas.

4. Smartleader

A última das ferramentas de gestão que vamos abordar é o Smartleader, que ao utilizá-la na organização, você conseguirá:

  • criar metas expressas;
  • avaliar as competências;
  • visualizar os resultados de maneira gráfica e direto ao ponto;
  • definir recompensas;
  • desenvolver um ranking de equipe;
  • entre outros.

Em termos práticos, o Smartleader permitirá uma atuação mais estratégica, garantindo a motivação das equipes e proporcionando um ambiente produtivo e inspirador. Cabe salientar, ainda, que o seu sistema tem como base o Ciclo PDCA, um modelo de gestão muito apreciado em todo o mundo.

Apenas para que você saiba, o PDCA é uma filosofia de melhoria contínua que divide o trabalho em 4 ações:

  • plan (planejar);
  • do (fazer);
  • check (checar/conferir/monitorar);
  • act (agir).

Por fim, não se esqueça do que falamos no início do artigo: dificilmente a empresa conquistará uma posição de maior destaque em seu mercado sem a aplicação das ferramentas de gestão.

O que achou desse conteúdo? Gostou? Então deixe seu comentário aqui para a gente!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *