Home » Liderança » 5 maneiras de fazer o seu colaborador feliz

5 maneiras de fazer o seu colaborador feliz

Sabemos que empresa com funcionários felizes superam a concorrência em 20%, mas manter a força de trabalho produtiva, feliz e engajada é mais fácil falar do que de fazer. Um estudo feito nos Estados Unidos, com 2000 colaboradores de 500 empresas, utilizando um sistema de gestão de pessoas, diz o que mantem os funcionários felizes e produtivos.

Quando um empregado é avaliado pelo seu líder, ele está sendo conduzido a uma avaliação positiva ou negativa. Organizações que priorizam iniciativas que mantem os funcionários felizes não só irá obter melhores classificações, mas também ver sua força de trabalho superar a concorrência. Veja essas cinco dicas para manter seus funcionários felizes no trabalho:

1. Compense o alto desempenho:

35% dos relatórios mencionam os benefícios e regalias na organização como um “pró” por trabalhar nessa empresa. Em outras palavras, funcionários valorizam prêmios e regalias e são mais felizes e mais satisfeitos quando estão sendo justamente premiados.

Há uma grande perturbação acontecendo dentro das organizações empresariais, quando se trata de remuneração e desenvolvimento dos funcionários. Um recente estudo de Willis Towers Watson mostrou porque pagar planos de incentivo está defasado. Quase um terço (32%) dos executivos entrevistados pensam que os programas são “eficazes na diferenciação de pagamento com base no desempenho individual.”

As principais empresas são premiando por desempenho, pagando os funcionários de forma justa e oferecendo benefícios como licença familiar paga e férias ilimitado.

2. Não estrague a energia do escritório.

Não é surpresa que a cultura colaborativa e o ambiente de trabalho podem ter um impacto positivo na felicidade do funcionário. De fato, mais de 500 dos 2000 (26%) relatórios listam a cultura da empresa e o ambiente de trabalho como um benefício ou um “pró” por trabalhar nessa empresa.

Um funcionário da Johnson & Johnson escreveu que “trabalhar sob a filosofia da empresa, ajuda a fornecer um plano claro das expectativas para todos os funcionários.” Empregados que entendem as prioridades da empresa e como o seu trabalho individual desempenha um papel no cumprimento das metas de longo prazo, se tornam melhores colaboradores.

Um estudo mostrou que a geração Millennials preferem uma cultura no trabalho colaborativa do que uma competitiva.

3. Dê aos funcionários a oportunidade de crescer.

Dos 2000 relatórios, somente 8% mencionam o desenvolvimento e aprendizagem como um “pró”. Já sabemos quão importante o crescimento e desenvolvimento podem ser para o empregado. Não só como indivíduos, mas também para a produtividade e rentabilidade da empresa.

Um estudo feito pela Deloitte nomeou o “desenvolvimento profissional” como número um, conduzindo o engajamento para funcionários com idade inferior a 25 anos e o segundo para funcionários com idade menor a 35 anos. Organizações com uma forte cultura de desenvolvimento são 52% mais produtivas e 17% mais rentáveis do que outras do mesmo segmento.

Quando os funcionários colocam suas metas e feedback como prioridade, eles automaticamente criam caminhos para um crescimento e desenvolvimento profundo, um ganha-ganha para a organização e para os colaboradores

4. Construa uma comunidade de colaboradores que se gostam.

Colegas de trabalho desempenham um papel importante em nossas experiências no trabalho. Por essa razão, 1 em cada 5 relatórios das 500 empresas pesquisadas, nomeiam colegas de trabalho ou pessoal como um “pró” para a organização que trabalham.

Simplificando, colegas de trabalho podem influenciar tanto para o crescimento quanto para trazer um desconforto. Eles são um dos maiores indicadores de felicidade do funcionário. Interação com os pares também importa: os trabalhadores se sentem mais apoiados quando os pares estão interagindo, motivando e colaborando em seu trabalho.

Os dados, mostraram uma correlação direta entre aplausos e incentivo no acompanhamento do andamento do trabalho atual.

5. Invista em seus líderes.

Somente 1 % dos relatórios nomearam “gerenciamento” como um “pró”. Esta surpreendente baixa porcentagem revela a desconexão que estamos vendo entre líderes e colaboradores. Algumas empresas estão se destacando como a Schneider Electric que tem um comentário positivo por ser “boa em reconhecer pessoas por suas contribuições excepcionais.” No entanto, várias empresas estão falhando nessa área, e ultimamente causado desmotivação aos empregados.

Como as grandes empresas se concentram em modelos contínuos de desempenho, ao invés de rankings de desempenho e avaliações, que permitem que líderes gerenciem melhor e fornecendo feedback aos empregados.

Pode não haver uma resposta exata para manter todo funcionário feliz, mas essas cinco áreas são as mais urgentes para mudança e manutenção em toda organização.

Grandes empresas (como: GE, Accenture and Delloite) estão virando seus processos de gestão de desempenho de cabeça para baixo, tudo para colocar os funcionários em primeiro lugar.

Antes de fazer qualquer alteração no seu processo de RH, pergunte-se se você está pensando sobre a experiência do empregado, e como a decisão terá impacto sobre a felicidade das pessoas com quem trabalha.

Thiago Gomes
Psicólogo e Especialista em Desenvolvimento
www.insightgestao.com.br
Treinamentos para líderes e consultoria organizacional

1 Comments on "5 maneiras de fazer o seu colaborador feliz"

  1. Entendo que o funcionário quando acolhido pelo ambiente de trabalho ele veste a camisa da empresa pois fica claro como ambos são importante para o desenvolvimento profissional e pessoal (funcionário/empresa) e como essa parceria é fundamental para coletividade das demais áreas da empresa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Please wait...

Se mantenha atualizado!

Quer ser notificado quando um novo artigo for publicado? Inscreva-se e tenha conteúdo de qualidade para aprender e evoluir.